Divulgue no seu blog

Encanto

27 de junho de 2009


 
Tela de Domènech 





Sentimentos arrebentam
em sons e cores
aromas e sabores

tudo tão poético
nada dialético

no vôo rasante da ilusão
faço-te soneto
o meu predileto

06/06/2008

Ariadna Garibaldi

Saudade

25 de junho de 2009




Dizer do meu amor
lugar comum
cantar poemas
sentimentos
sonhos

nenhuma novidade
nem a saudade
indelével
sempre a trazer
a tua imagem...


15/06/2006

Ariadna Garibaldi

Cigana

21 de junho de 2009


Tela de Nikolai Yaroshenko



Leio as palmas de tuas mãos
descritas em minha poesia
decifro nas entrelinhas
aquilo que não percebes
pois do tempo que te perdes
na distância dos teus medos
eu desvendo nos meus versos
cada um dos teus segredos
em metáforas os digo
para guardá-los comigo

16/03/2008

Ariadna Garibaldi

Haikai

20 de junho de 2009



Algo singelo
beijo de colibri em
lírio amarelo

20/06/2009

Ariadna Garibaldi 





Pelo sim e pelo não

19 de junho de 2009



Pelo sim e pelo não...


Amo você nos silêncios incontidos
nos sussurros comovidos
e nos gritos que estão presos na garganta

amo você nas manhãs de sol pungente
nos versos da canção dolente
e nas noites de luar ou escuridão

amo você pelos gestos desmedidos
pelos desejos sentidos
em todo tempo ou estação

amo você pelas certezas despertas
pelas dores encobertas
pelo sim e pelo não...

23/02/2008

Ariadna Garibaldi

Qual Folha

12 de junho de 2009


Foto de Rubem Andrade



na vastidão do mundo que trago em mim
na imensidão da vida que anseio ter
na liturgia do tempo que me consome

na indulgência poética das palavras;
na lucidez profética dos pensamentos;
na inconstância dos ventos que me levam

Viajo

qual folha a se desprender da árvore que a sustenta
sem transgredir a lei da gravidade que a detém


12/06/2009

Ariadna Garibaldi


Sublime

10 de junho de 2009

Foto de JOMANE


Pétalas dispersas com o vento
beijos roubados,
salpicados de sorrisos

notas sincopadas de canção
estrelas cadentes
em noites de sim e não

o amor inunda-me a alma
abre à beleza o espírito
brilha como um cristal

E eu envolta em teus beijos
suaves pétalas de rosas
de um sonho transcendental

25/04/2009

Ariadna Garibaldi