23 de julho de 2009

Em poesia

Viva eu, MWIGC4
que sou poeta
não me calo
ante a dor ou a saudade
escrevo e falo
vivo o que sonho
mesmo sem realizá-lo
e se nada me sorri,
sou alegria
rio, vibro, canto, grito
em poesia

18/07/2009

Ariadna Garibaldi                                                               Tela de Mark Wilson

4 comentários:

  1. Essa é a alegria de ser poeta; mais ou menos resumida aqui, no teu poema.

    beijo,

    El

    ResponderExcluir
  2. Ariadne nome lembra-me o seriado Anita Garibaldi, vc é parente?
    Curiosa....né?????
    Um bom domingo e a poesia é linda, :)

    ResponderExcluir
  3. El, essa alegria você conhece bem... Obrigada pela sua visita, aliás, nem é visita, você já é de casa, não é mesmo?

    ResponderExcluir
  4. Oi Lecca! Que alegria a sua visita! Interessante a sua pergunta; Na verdade, meu pai queria que meu nome fosse Anita, porém, a minha mãe já havia escolhido Ariadna, mas não sou parente não, apesar de ter uma grande admiração pela história.

    Beijos, um lindo domingo pra você também!

    ResponderExcluir

Aparência

Tela de Román de Blas Aparência O sorriso - algumas vezes - é apenas o disfarce das lágrimas que não chegam até a ...