Divulgue no seu blog

Confesso que te amo

5 de agosto de 2009

 

CheektoCheek

Tela de Joseph Lorusso

 

Poderia em vão negar-te que te amo
esconder-me entre frases dissonantes
tais palavras soariam falsamente
e saberias que te amo como antes


Poderia em vão dizer que não te quero
fazer doce ou  ficar emudecida,
saberias que não passo de fingida
e te quero mais que tudo nessa vida!


Então, para quê perder meu tempo,
se mentindo não me engano e nem te engano?
eu confesso que te quero loucamente,
eu confesso que confesso  que te amo!

01/02/2005

Ariadna Garibaldi

10 comentários:

Fred Matos disse...

É um ótimo poema, Ada e a ilustração foi muito bem escolhida.
Beijos

Ariadna Garibaldi disse...

Muito obrigada, Fred! É bom ler isso vindo de você, poeta, de quem sou fá de carteirinha. Beijos

Renata de Aragão Lopes disse...

Uau!
É assim que se deve amar!

Um beijo,
doce de lira

Eliana Mora (El) disse...

Uma confissão muito bem escrita e com rimas para ouvido nenhum se queixar...é...o amor [quase sempre] ajuda, ahn?

beijão
El

Ariadna Garibaldi disse...

Tens toda razão, El! Acredito que a leitura da boa poesia ajuda muito também!

Fico radiante pelo teu comentário, especialmente por saber que sempre dizes o que pensas.

Beijos agradecidos

Ada

ju rigoni disse...

Olá, Ariadna!

Passei momentos muito agradáveis lendo seus escritos, especialmente refletindo sobre essa sua confissão. Impossível burlar os sentidos... O amor se escreve neles. Podemos maquiar o rosto. Não os sentimentos...

Muito lindos seus poemas. Bjs e inté!

Ariadna Garibaldi disse...

Olá Ju!

Que delicadeza a sua em vir. Obrigada por comentar, fico muito feliz, especialmente por você ter gostado! Bem vinda sempre!

Beijos

Ariadna Garibaldi disse...

Oi Renata!

Obrigada pelo comentário. Estive em seu blog e gostei muito também!

Beijos

Luana disse...

Olá Ariadna,
Ahhh que bom ler seus poemas e suas poesias novamente, estava com saudades dessas maravilhas.
Esse poema então, é maravilhoso!!!!!
Adoreiiii
Beijos Luana

Ariadna Garibaldi disse...

Oi Luana!!!

Você não sabe quanto me alegra ver você aqui a ler meus poemas! Este, eu confesso que é um dos que mais amo, risos! As palavras estão carregadas de verdades.

Estou feliz com teu comentário

Obrigada pelo carinho e amizade!

Beijos mil

Postar um comentário