Divulgue no seu blog

Eloqüência

18 de outubro de 2009

Whisper-oil

Bastaria uma palavra tua
que me beijasse a alma nua
e despertasse assim
a música em mim

e ao som dos violinos
em azul sereno
ao vermelho ameno
de uma pele à flor

sob a tua palavra
a me beijar a alma
se faria o amor

17/10/2009

Ariadna Garibaldi

                                                              Tela de Andrei Protsouk

6 comentários:

O Espelho de Eva disse...

Como sempre, muito bom o seu trabalho e também gosto muito das imagens que posta aos seus textos.
Andei sumida, mas é assim mesmo, as vezes precisamos dar um tempo, mas já estou de volta, dê uma passadinha por lá.
Bjus.

Ariadna Garibaldi disse...

Que bom que está de volta! Com certeza que irei ao "Espelho de Eva" ler-te sim! Obrigada pelo comentário, fico feliz que gostes do meu trabalho!

Beijos e ótima semana!

Ariadna Garibaldi

Eliana Mora (El) disse...

Imagino eu muitas palavras
a formar uma frase acolhedora

Ah, nada posso mais dizer:
sê feliz, ó menina sonhadora!


Para ti; amei o poema

beijos da El

Ariadna Garibaldi disse...

E eu amei o comentário em forma de poema, El. Muito belo! Obrigada!

Beijos muitos!

Renata de Aragão Lopes disse...

LINDO!

Adorei a inversão:
"de uma pele à flor"!

Beijo doce de lira!

Ariadna Garibaldi disse...

Que bom que você gostou, Renata! Gosto de palavras invertidas em poesia, nem sempre soam bem, mas às vezes dão um efeito melodioso, não achas?

Beijos mil, com carinho

Ariadna Garibaldi

Postar um comentário