10 de maio de 2010

Só pra mim!

 Alexander-Tukahin Luz do meu prazer
fonte onde vou beber
rio que me leva ao mar
desse amor

Chuva em dia de verão
sol de aurora boreal
cume de um monte azul
sem igual

Assim é que eu vejo você
vida que me leva a crer
que a distância  é irreal
na paixão

Vento que me faz voar
som de nota musical
canto que me faz sentir
natural

Nome que ouso dizer
de um jeito especial
Dado somente pra mim
tão real...

25/11/2005

(Ariadna Garibaldi)

Tela de Alexander Tukain

4 comentários:

  1. Maravilhoso espaço voltarei sempre pois a poesia é meu alimento preferido .
    Parabens minha amiga e poetisa teus poemas são pura luz ,calor .

    ResponderExcluir
  2. Helga, que alegria receber-te aqui! Fico muito feliz que gostes e que voltes sempre! Um beijo enorme e grata pelo carinho!


    Ariadna

    ResponderExcluir
  3. Aqui estou há horas lendo voce.

    A poesia que aqui encontrei embriaga, inebria os sentidos.

    Sem exagero, achei teu blog belísimo, mais belo contúdo, já que a poesia é um doce alimento para alma, e aqui encontrei generosamente.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Bonito poema!

    Há quanto tempo
    não nos falamos!

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir

Aparência

Tela de Román de Blas Aparência O sorriso - algumas vezes - é apenas o disfarce das lágrimas que não chegam até a ...