Divulgue no seu blog

Riscos

16 de dezembro de 2011

 

oleo em tela14

Tela de Luz Gaspar

 

 

 

Se eu me apaixonar
e  amar demais
eu serei  capaz
de ser feliz assim 
e se quebrar a cara
e cair de cama
que seja de quatro
ou que seja às quatro
de alguma manhã 
e se eu perder a fala
que seja num beijo
ou doce delírio
de  febre terçã

16/12/2011


Ariadna Garibaldi

Inalcançável

8 de agosto de 2011

Girl and Seagull M

Tela de Louwtjie Kotzé

*

Em algum lugar, inalcançável,
tão longe quanto queira estar,
perto das nuvens de tão alto
e eu aqui,
perdida  e solitária, 
em frente ao mar...

 

08/08/2011

Ariadna Garibaldi

Chamado

24 de maio de 2011

Tela de Erica Hopper
 
 
 
 
Dá-me uma receita de sorrisos
o meu já se encontra esmaecido
ou de amarelado se escondeu

Dá-me uma porção de alegria
que a minha hoje tão vazia
fez-se como a lua que minguou

Mostra-me a beleza duradoura
a minha de saudade está sem viço
ou de tão sofrida definhou

Traz-me a verdade da palavra
troca teu silêncio pelo canto
que de desencanto emudeceu

Toca minha alma com teu beijo
que de tão ardente o meu desejo
queima como fogo que crestou

Vem ao meu encontro meu amado
tira o meu corpo desse claustro
foi de te esperar que enclausurou

Cobre-me de afeto e de ternura
pois foi por querer-te com loucura
que o meu amor não se perdeu

23/05/2011

Ariadna Garibaldi
 

Amor e flor

10 de maio de 2011



E se o amor amigo,
de tão antigo,
já não for amor?


e se o amor antigo,
de tão amigo,
aplacar a dor


de ser amor
em mim


brotará, enfim,
a flor?




06/05/2011


Ariadna Garibaldi

Inacabado

9 de maio de 2011





Em tempo presente
e num pretérito
imperfeito
sem adeus
eu apenas tenho amado
e te faço em mim
soneto inacabado
para que tudo que houver sonhado
seja mais que simples sonho meu

09/maio/2011

Ariadna Garibaldi