24 de maio de 2011

Chamado

Tela de Erica Hopper
 
 
 
 
Dá-me uma receita de sorrisos
o meu já se encontra esmaecido
ou de amarelado se escondeu

Dá-me uma porção de alegria
que a minha hoje tão vazia
fez-se como a lua que minguou

Mostra-me a beleza duradoura
a minha de saudade está sem viço
ou de tão sofrida definhou

Traz-me a verdade da palavra
troca teu silêncio pelo canto
que de desencanto emudeceu

Toca minha alma com teu beijo
que de tão ardente o meu desejo
queima como fogo que crestou

Vem ao meu encontro meu amado
tira o meu corpo desse claustro
foi de te esperar que enclausurou

Cobre-me de afeto e de ternura
pois foi por querer-te com loucura
que o meu amor não se perdeu

23/05/2011

Ariadna Garibaldi
 

Um comentário:

  1. Maravilhoso, Ariadna.
    Grifo para os versos que mais me tocaram:

    "Traz-me a verdade da palavra
    troca teu silêncio pelo canto..."

    Um beijo,

    Talita
    História da minha alma

    ResponderExcluir

Aparência

Tela de Román de Blas Aparência O sorriso - algumas vezes - é apenas o disfarce das lágrimas que não chegam até a ...